As Aldeias do Xisto

As Aldeias do Xisto são um conjunto de 27 povoações, situadas no interior da região centro de Portugal, espalhadas por 16 concelhos, em áreas onde o xisto abunda e onde era tradicionalmente utilizado para a construção das casas.

Este projeto surgiu em 2001 e pretendia a preservação, divulgThe Shale Villages Networkação e desenvolvimento destas pequenas aldeias, que outrora abundavam na região interior centro.
A Rede de Aldeias do Xisto proporciona hoje em dia uma experiência inolvidável a quem as visita, tendo sido essencial para o repovoamento de uma área que assistia a uma fuga da população para os maiores centros urbanos e o litoral.

Atualmente, o visitante encontra casas tradicionais reconstruídas, postos de informação, caminhos bem sinalizados e aldeias outrora abandonadas onde hoje se voltam a ouvir vozes humanas e o som dos rebanhos. Algumas das aldeias oferecem também a possibilidade de alojamento na modalidade de turismo rural.

O xisto, também conhecido por lousa, é o nome dado a um género de rocha que se identifica pela sua capacidade de laminagem. É esta propriedade e a sua abundância que a tornaram tão popular para a construção de casas nesta região. É uma rocha resistente, mas relativamente fácil de trabalhar e rapidamente substituível.

Cerca de um terço das Aldeias do Xisto está situado entre os concelhos de Góis e da Lousã. Por aqui podemos encontrar aldeias de alguma dimensão, como Candal ou a Aigra Velha, apenas com um par de habitantes.
Visitar as Aldeias do Xisto é obrigatório para quem deseja conhecer de perto a História e a natureza de Portugal. Por aqui, o contacto com a envolvente natural e com as tradições é uma constante, e as possibilidades de lazer são diversas.
Esta região conta com mais de 600 km de trilhos e caminhos, ideais para passeios pedestres ou em BTT, e as praias fluviais são encantadoras e ideais para repousar nos dias mais quentes de verão.