Degustação de vinhos e passeios

Uma prova de vinhos poderá ser apreciada de uma forma mais simpática quando existem os acompanhamentos certos. Desde a ambiência envolvente que poderá ser uma cave, até paisagens fabulosas. A gastronomia proporciona pequenas maravilhas e ajuda imenso na degustação de um bom vinho: experimente queijo da serra, chouriço ou presunto de cura artesanal, alheira, farinheira, marisco ou um simples pedaço de pão com azeite.

Os vinhos portugueses têm reconhecimento mundial. Destacamos, sem querermos ignorar outras zonas, o Douro e o Alentejo. Não nos esqueçamos que o vinho, além de bem acompanhado por paisagens e gastronomia, é um excelente pretexto para conhecer as pessoas, cultura e o património português. Considere sempre, numa viagem dedicada ao Enoturismo, pernoitar na zona por si escolhida e fruir dela.

  • Douro Vinhateiro: Instituído em 1756 por D. José I (conhecido pela estátua equestre no Terreiro do Paço, Lisboa, caso tenha visitado). Parte da vasta zona foi consideradaDouro Wine Region em 2001 Património Mundial da UNESCO. Esta zona produz excelente vinho tinto e branco, sendo mais conhecida pelo vinho do Porto. Apesar do nome utilizado neste vinho ser “Porto”, nome da principal cidade do norte do país, na verdade os vinhedos situam-se no interior, o Douro serviu de via de transporte, sendo as principais caves situadas em Gaia, no lado oposto ao Porto (mas claro, na mesma área metropolitana). Excelente vinho sempre em renovação: ultimamente surgiu uma “moda” de beber vinho do Porto com água tónica, caso experimente a diversão noturna na zona do Porto porque não provar? Faça um cruzeiro pelo lindíssimo Douro, incluirá provas de vinho nas principais caves.
  • Alentejo: Enquanto geralmente o Douro produz vinhos mais encorpados, o Alentejo produz vinhos mais suaves. Muito distintos, prove ambos e encontre a diferença. Os produtores do Alentejo cada vez mais abrem as portas para dar a conhecer os seus vinhos. Devido à extensão do Alentejo, tente programar antecipadamente visitas organizadas através de autocarro. Alternativa é partir à descoberta de carro. Se assim for, considere começar por Monsaraz (castelo), perto do Alqueva (maior lago artificial da Europa) e parta para Reguengos de Monsaraz, seguindo a circundante rota dos vinhos.